sábado, 12 de janeiro de 2008

O CARA! A MÚSICA!

Condição Humana
Línox

Desculpe mas não posso prometer /Que eu nunca vou te machucar por que /Sob a dura condição humana/Vivemos, eu e você. /Como sempre foi /Todo dia é um novo dia /Eu sei que mal a gente se juntou /E já mudou o modo de pensar. /E o medo de mudar assusta, eu sei. /E custa a aliviar! /Mas não há de ser /Mais forte que um novo dia /Afinal, tudo aconteceu de repente. /Num sinal, era tudo tão diferente /O amor chegou e eu cheguei pra você /Você me olhou e a gente pagou pra ver /Desculpe, mas não posso prometer /Que eu nunca vou te machucar por que /Sob a dura condição humana, /Vivemos, eu e você /Como sempre foi /Todo dia é um novo dia /E se eu não for do jeito que espera que eu seja /Não veja isso como uma coisa ruim /Assim as nossas diferenças /Jamais serão nosso fim /Afinal, tudo aconteceu de repente. /Num sinal era tudo tão diferente /O amor chegou e eu cheguei pra você. /Você me olhou e a gente pagou pra ver.

“Essa canção é um recorte sobre a deliciosa complexidade na relação de um casal. Foi uma musica que compus no violão de nylon... (Línox)”

Um comentário:

Gracilene (RECIFE-PE) disse...

Oi!

Quero participar do seu blog! Me manda um convite!

Bjos!

Gracilene